15/09/2014

Nenhum comentário

Mãe e Filha assumem um relacionamento


Mary e Vertasha Carter são mais do que mãe e filha. Elas também são amantes lésbicas.
"Vertasha e eu sabia que estávamos atraídas uma pela outra, quando ela tinha dezesseis anos", disse Mary Carter.
"Mas decidimos esperar para ter relações sexuais até que ela tinha dezoito anos, legalmente de idade. Vamos agora a público com a nossa relação para ajudar outras pessoas que possam assumir ser gay em relação mãe e  filha, se sentir confiante e bem ao sair. Queremos que o mundo saiba que nós amamos uma a outra como mãe e filha e romanticamente. "
Leis proíbem incesto principalmente por causa da endogamia e os defeitos congênitos que muitas vezes pode vir como uma conseqüência.
"Somos mulheres, de modo Vertasha e eu, obviamente, não pode tornar as crianças", disse Mary Carter. "Seria uma coisa se seu pai (ele é fora de cogitação) a engravidasse então nasceria um bebê com deformidades, mas nós não estamos prejudicando ninguém. Nós somos uma nova minoria e só queremos a aceitação. "
Vertasha é aparentemente feliz com o relacionamento. "Minha mãe ainda é a minha mãe. Ela faz coisas de mãe: compra roupas para mim, paga por comida, diz-me para fazer a nossa cama. Nós apenas desfrutar do sexo uma com a outra também".


***

Traduzido do blog Stuppid

Leia mais

6 comentários

Bianca Toledo, seu novo casamento e o divorcio a luz da Bíblia


Mais de um milhão de pessoas curtiram a fanpage de Bianca Toledo, hoje autora de dois livros que relatam os milagres que viveu após coma e falência múltipla de órgãos, além dos que ela chama de “Milagres Invisíveis”, que inclusive é o título do seu segundo livro.

Mas a fama de Bianca Toledo tem despertado também curiosidade, já que em seu primeiro livro um personagem que deveria ser um dos principais, parece meio apagado, seu ex-marido, Renato Pimentel, que ainda era esposo na época dos problemas de saúde da escritora.

Movidos pela curiosidade, centenas de pessoas que acompanham a história de Bianca começaram a procurar mais informações sobre Renato Pimentel e a tentar entender o motivo de ele não fazer parte do livro com veemência, além do questionamento que surgiu depois da leitura do segundo livro, no qual Bianca fala sobre o divórcio: como um homem abandona uma mulher de Deus num estado de saúde tão delicado?

Os curiosos encontraram Renato Pimental no facebook e descobriram que ele estava ressentido por ter sido apagado de fatos tão importantes na história do milagre e por ter sido apontado como o culpado da tragédia do divórcio.

Em sua página no facebook, Pimentel costuma postar lamentações sobre o que ele chama de mentiras da sua ex-esposa e pede retratação pública, alegando que não abandonou Bianca. Alguns acusam Pimentel de viver em função de acusador de Bianca.

Muitos internautas comentam, julgam e até discutem a relação do ex-casal, já que Toledo casou com o pastor Felipe Heiderich há poucos meses e muitas outras mulheres estão vendo a história de Bianca como um modelo a ser seguido quando seus casamentos estiverem naufragando. Apesar de Bianca ter postado em sua página que é contra o divórcio, ela se divorciou, então muitos acreditam que o poder de Deus pode ser limitado quando a questão é casamento, porque Deus ressuscitou Bianca Toledo, mas não poderia ressuscitar seu casamento, portanto, ela teve que desistir.

Outro fato intrigante é que o pastor Felipe, atual esposo de Bianca, conta seu testemunho de oração e espera em Deus por uma esposa. Então todos questionam: o pastor orava e Deus preparava para ele uma mulher que estava casada enquanto ele orava?

Bianca afirma ter sido infeliz durante o tempo que passou casada, disse, em uma carta enviada a alguns membros de sua página, que Pimentel é perigoso e sociopata, mas em seu testemunho relata que queria ter um filho e lutou por isso durante todo o casamento. Como alguém está infeliz, separando e voltando com um marido perigoso e quer a todo custo ter um filho com ele?

Enfim, são muitos os questionamentos e a página de Renato Pimentel tem virado um cenário de discussões. Na página de Bianca os questionamentos não permanecem, são excluídos imediatamente. Na pagina de Bianca, é possivel ver pessoas inconformadas com o recasamento, e também muitas que acreditam que casar de novo para ser feliz não tem problema à luz da Bíblia.
Apesar de ser esta uma questão pessoal, ela é relevante para nós, justamente por tratar de algo tão importante como o divorcio. É licito, à luz da Biblia, divorciar-se por qualquer motivo? Nos dias de Jesus, alguns homens fizeram a mesma pergunta. A resposta do mestre foi enfatica:

"Vocês não leram que, no princípio, o Criador ‘os fez homem e mulher’ e disse: ‘Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne’? Assim, eles já não são dois, mas sim uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, ninguém o separe". Perguntaram eles: "Então, por que Moisés mandou dar uma certidão de divórcio à mulher e mandá-la embora" Jesus respondeu: "Moisés lhes permitiu divorciar-se de suas mulheres por causa da dureza de coração de vocês. Mas não foi assim desde o princípio. Eu lhes digo que todo aquele que se divorciar de sua mulher, exceto por imoralidade sexual, e se casar com outra mulher, estará cometendo adultério".
Mateus 19:3-9, NVI

Á luz da Biblia, não é licito divorciar-se por qualquer motivo. Porém, existe também outra situação em que o divorcio é consentido, que é o caso de "abandono por parte do conjuge infiel":

Aos outros eu mesmo digo isto, e não o Senhor: se um irmão tem mulher descrente, e ela se dispõe a viver com ele, não se divorcie dela. E, se uma mulher tem marido descrente, e ele se dispõe a viver com ela, não se divorcie dele. Pois o marido descrente é santificado por meio da mulher, e a mulher descrente é santificada por meio do marido. Se assim não fosse, seus filhos seriam impuros, mas agora são santos. Todavia, se o descrente separar-se, que se separe. Em tais casos, o irmão ou a irmã não fica debaixo de servidão; Deus nos chamou para vivermos em paz.
1 Coríntios 7:12-15, NVI

Aqui podemos encaixar também os esposos espancadores que maltratam suas esposas, pois quando há uma situação de violencia continua, isso significa que um dos dois está se comportando com o um infiel, e a parte ofendida já está sofrendo abandono emocional, além da tortura fisica e psicológica.

Casamento e uma aliança, e não deve ser desfeito por qualquer motivo. Ao longo dos anos é possivel experimentar um esfriamento na relação, mas devemos lutar a todo custo para avivar o amor e permanecer unidos. Altos e baixos em uma relação não são motivo suficiente para se divorciar. Pergunte a qualquer pessoa com 20, 30, 50 anos de matrimonio e você descobrirá que nem tudo são rosas, mas quando existe amor, compromisso e fidelidade, é possivel atravessar os anos e se sentir feliz ao lado de uma só pessoa. O divorcio nunca foi a regra, ele é uma exceção e deve ser o ultimo recurso a ser buscado. Ele é permitido apenas em casos de abandono e infidelidade, tal como diz a Biblia, e nós não podemos ir além do que a Palavra de Deus diz.

Não devemos buscar felicidade na desobediencia, e nem supor que Deus está disposto a abençoar o que ele não aprova.

***
Púlpito Cristão.

A declaração de Renato Pimentel, ex-esposo de Bianca, pode ser lida aqui.

Leia mais

13/09/2014

Nenhum comentário

O Cachorro e o Espelho

Por Rodrigo Ribeiro

Uma das características marcantes do fundamentalismo é a criação de "eixos do mal". Tal postura maniqueísta consiste em simplificar a leitura da realidade, elegendo inimigos a serem a abatidos a fim de que a paz ou prosperidade seja mantida/conquistada. Neste quadro podemos enxergar diversos segmentos religiosos e ideológicos.

No entanto não é somente a religião strito sensu que utiliza-se deste expediente. Até mesmos os anti-religiosos o fazem, pelo menos uma boa parte deles, os denominados neo-ateístas, filhos híbridos de Richard Dawkins e leitores de Dan Brow. No livro "Deus, um delírio", o primeiro citado, afirma que a origem dos males de nossa sociedade repousa na religião, e esta manifestação nociva deve ser combatida e extirpada.

O que muitos não percebem é que Dawkins é um fundamentalista, e seus seguidores também aderem ao seu maniqueísmo primitivo. O que somente comprova que os homens se comportam como cachorros latindo em frente do espelho, vociferando contra aquilo que eles mesmo são: religiosos. Não existe ninguém que escape do senso de divindade inerente a cada homem, conforme Calvino afirmava em sua Insitutas. A diferença é somente que alguns o aceitam e buscam a divindade, outros se rebelam e entregam de forma explícita ao combate. Ambos são idolatras quando não direcionam sua devoção ao Deus revelado nas Escrituras Sagradas, mesmo que seja uma idolatria direcionada à razão.

Diante de sábios que demostram sua loucura, só me resta faz coro a Bíblia, fonte da verdadeira religião: Diz o tolo em seu coração: "Deus não existe! " Corromperam-se e cometeram injustiças detestáveis; não há ninguém que faça o bem. (Salmos 53:1).

***

Rodrigo Ribeiro, editor do UMPdaQuarta e Colunista do Púlpito Cristão

Leia mais

12/09/2014

Nenhum comentário

SANTOS PROTESTANTES AMALGAMADOS E A POLÍTICA

Por Antognoni Misael

Você já ouviu falar na Síndrome do Pensamento Acelerado (SPA)? Pois é, alguns psicopedagogos diagnosticaram esta problemática no homem pós-moderno. Sintomas: Falta de concentração, sentimento de insuficiência , repetição dos mesmos erros em sequencia sem que haja aprendizado algum, acúmulo de informação, déficit de conhecimento e Irritabilidade. Uma pessoa com SPA pode ser confundida com um chato! Se ela for um cristão com SPA, pode se apresentar como um idiota! E se for um cristão com SPA falando sobre Igreja e Política você pode se deparar com a caricatura de um fundamentalista religioso anti-LGBT, ou num ridículo marqueteiro virtual que contribui com o atraso da nossa mesquinha maneira de fazer política, e que no lugar de expor programas de governo ou debater questões imprescindíveis ao bem comum, - por achar ser menos interessante - se contenta em colocar a foto ou número do candidato abaixo do seu perfil do facebook, fazer confissão positiva em prol de A, e amaldiçoar político B. É meu santo...adesiva o carro, segura a bandeira e vai ser feliz.

Um dos pontos que queria falar é algo já cansado de se discutir. Mas só pra começo, por exemplo, pensemos no Estado Laico. Pra quem não sabe, Estado Laico foi uma conquista da Reforma Protestante! Durante mais de um milênio o Estado se confundia com religião e governava segundo “deus”. Portanto, colega religioso, vamos parar com esses argumentos “evangeliquês” perante o cenário político nacional. Vamos parar com essa “loucura” em achar que um político evangélico vai converter a nação ou que deve governar segundo a Bíblia – nós não temos respaldo para exigir isso! - Alôo shofazeiros de plantão! O Brasil nunca será de Jesus! Alguns brasileiros, sim, porque eles não desistem nunca! (risos)

Tristemente, o que o caldeirão evangélico brasileiro faz com a Bíblia é bem pior do que os ímpios fazem com a nossa Constituição. Dizendo isso, não estou desmerecendo nossa história e nossas conquistas. Devemos muitos aos nossos primeiros missionários, porém depois de 510 anos de Brasil e mais de 160 de protestantismo, a Igreja se vê assaltada diante do risco de repetir em semelhanças a desdita história da nação. Por isso, não vamos re-costurar o véu que nosso passado rasgou (Estado Laico).

A igreja não deve ser Estado, e se um dia alguma ‘pedra viva’ chegar no prédio chamado Brasil, esse prédio jamais poderá ser, ou se portar como a Igreja. Na verdade, o lugar da igreja não é no trono da nação, mas sim, no chão do mundo! (...e não estou falando que um cristão não possa ser um presidente, por que não?)

Voltemos a SPA. E agora quero aponta-la para alguns crentes que em época de política se tornam piores que os ímpios, isto porque eles ficam amalgamados entre a loucura do poder, o "toma lá dá cá", o voto vendido ao pastor da igreja, a ordem de gasolina, enfim, é o jeitinho cristão de ser que logo se mistura com o jeitinho brasileiro de se dar bem. A estes, já não chamo de idiotas, mas sendo mais generoso os chamarei de Santos Protestantes Amalgamados (SPA). Estes SPA’s são uma vergonha para nossa cidade, pra nossa nação! Eles são milhões espalhados pelo país, são os que entram na nomenclatura ‘evangélicos’, eles são um dos nossos, embora não sejamos um deles.

Perdoem-me o desabafo, mas é que em época de política o que você mais encontra é analfabeto bíblico doutor em política; o que mais se vê são “Narcisos” ao invés de “Cristãos”!

Na verdade, é neste período que nossas entranhas ficam bem mais expostas e você nota nitidamente que a igreja necessita urgentemente de uma reforma na sua cosmovisão, e o quanto estamos disfuncionais em relação à calamidade mundo e a relevância que deveríamos ter. Isso porque as últimas bolas da mesa dessa sinuca política parecem ainda ser a pauta gay e o aborto! Agora, eu pergunto: cadê a voz da igreja diante das piores manchetes dos jornais? Sinto falta dela diante de temas como miséria, desigualdade social, educação, cultura, dentre tantas mais...

Concordemos, pelo menos nesse ponto (você que já me rotulou desde o primeiro parágrafo) que o grande desafio aos que se identificam como evangélicos é o da obediência ao evangelho. Não fujamos da realidade. O caldeirão evangélico brasileiro é como um enorme rio cujas margens são distantes, porém ainda, raso, sem profundidade alguma. É ou não é?

Nós ainda não aprendemos a redirecionar o nosso chão, nós não aprendemos a redirecionar nossa educação, nosso trato com o próximo, nossa política, isso porque “nós” não somos nós! Se há Brasi’s dentro do Brasil, entendo que há cristãos genuínos nesse inchaço evangélico. Nós não somos nós, por isso suplicamos por uma nova reforma. E que o mundo veja isso!

O grande desastre para nossa igreja é entender que gente como Silas Malafaia e Marco Feliciano (sendo bem claro) representarão o triunfo da igreja e o sucesso de nossas famílias no Brasil azul anil. A grande verdade, permita-me, é que é um tanto quanto confuso e conflitante vibrar com suas defesas na mídia, quando na verdade sabemos que aqui, no chão da vida, somos e estamos ainda, longe do que foram nossos ‘pais na fé’. O grito berrante dos “felizes malas” é o alívio do nosso fracasso! Entretanto nossa guerra não começa por cima, nossa reforma começa aqui em baixo!(e quando digo “nosso” é porque ainda estamos no mesmo caldeirão sincrético em conflito com nossos pares)

Penso que se cada cristão agisse sob os preceitos de Cristo, se cada igreja fosse a luz do seu escuro bairro e cativasse a simpatia da vizinhança, se os pobres e excluídos se sentissem bem ao sentar nos nossos bancos, se aquele irmãozinho eunuco ou efeminado não fosse motivo de piada entre os jovens da mocidade, se nossos cultos de rua não fosse um show de ignorância e falta de respeito com a privacidade do próximo, se nossos advogados, policiais, médicos, comerciantes, políticos e professores fossem as referências dos estabelecimentos em que trabalham, nós seríamos a resposta certa nas nossas cidades para as incongruências de temas como o aborto, casamento gay, ou qualquer crise existencial do mundo. Nós os venceríamos pela Verdade tanto falada como experimentada. Que o Senhor nos ajude a enxergar isso!

Eu não duvido... A igreja evangélica no Brasil está sendo alvo de várias tentativas de golpes por parte de alguns líderes que se “auto episcopalizam” diante da variedade dos fiéis. Eles são os oportunistas, eles pagam para estarem na mídia por eles, e não pelo Evangelho; eles vendem indulgências; eles não têm comprometimento com o Cristo descomplicado, nem com o Evangelho da Cruz; eles não se parecem em nada com os homens piedosos que deram suas vidas pelas nações; eles confundem e sugam o poder de reação da igreja pois são movidos a status, glória e poder! Eles são os mesmos religiosos que entregaram Jesus ao poder do Estado.

Santos Protestantes Amalgamados! Por que não fazes jus a tua última quimera? Que Deus tenha misericórdia...

Por fim, o que penso deste momento político? Não sei bem. Mas entendo que Deus pode tranquilamente usar o próximo presidente como instrumento de castigo para esta nação. Oxalá que não, que sim, que não... Só sei que, como bons entendedores da Graça de Deus, confessamos que ainda somos terrivelmente negligentes e corruptos, e parece que quanto mais intelectualizados, mais manipuladores e esquivadores do mal que há nós, portanto, de uma forma geral, não “matemos” os presidenciáveis antes do tempo, antes nos enxerguemos humanamente neles, e lembremos que como parte desse contexto, temos sangue nas mãos, pouco ou não, mas temos.

Deus é Soberano!

E Votemos conscientes!

Oremos pelo Brasil e pela Igreja Evangélica Brasileira.

***

Antognoni Misael, editor do blog Arte de Chocar e co-editor do Púlpito Cristão.

Leia mais

Nenhum comentário

Campinas sediará o 1º Congresso Brasileiro de Design Inteligente

Pela primeira vez terá lugar na cena científica brasileira um congresso especializado com o objetivo de debater os fundamentos e implicações da Teoria do Design Inteligente (TDI). O 1° Congresso Brasileiro de Design Inteligente ocorrerá nos dias 14, 15 e 16 de novembro no resort The Royal Palm Plaza, em Campinas (São Paulo), com uma extensa programação especialmente planejada para receber e fomentar o debate científico em torno da origem do Universo e da Vida.

Na programação, 15 palestras sobre temas que vão desde a química, a bioquímica e a cosmologia serão proferidas por importantes nomes de nosso meio científico como Rodinei Augusti, Kelson Mota, Marcos Eberlin e Ricardo Marques. A história, conceitos e fundamentos da teoria conhecida como sendo inovadora e ousada - por quebrar paradigmas no meio científico - na chamada Ciência das Origens, serão abordados nos três dias do encontro.

A programação contará ainda com jantar de gala, atividades de confraternização, coffee breaks e no domingo, finalizará com a realização de uma assembléia de cunho histórico para a criação da Sociedade Brasileira do Design Inteligente e a divulgação do Primeiro Manifesto Público TDI-Brasil, que abordará, entre outros tópicos, a questão do debate científico entre evolução e a TDI e o ensino da evolução e do Design Inteligente nas escolas e universidades públicas brasileiras.

As inscrições podem ser feitas pelo website oficial do congresso http://www.designinteligentebrasil.com.br/, no link inscrições.

Reconhecida como sendo uma teoria revolucionária, a TDI estuda e analisa os dados científicos mais recentes sobre os eventos que deram origem ao Universo e aos seres vivos, que intrepreta apontando, por meio de observação científica e seus métodos, os padrões de inteligência revelados através da complexidade irredutível, da informação e da antevidência, que produzem as evidências de uma inteligência organizadora. Em seu arcabouço teórico, a TDI reúne metodologia e conhecimentos interdisciplinares de estudos dos seres vivos em nível molecular, e através de inferências baseadas em fatos observáveis, propõe uma reinterpretação da origem da vida.

Uma das principais inferências é que não existem processos naturais não guiados conhecidos que, para a vida, poderiam ter formado seus sistemas de irredutível complexidade, nem a informação semântica e aperídica que governa a vida, como sugere a evolução darwiniana, e que a ciência assim só conhece uma causa para tal complexidade e informação: mentes inteligentes. Assim, há evidencias claras hoje em Ciência contra a ação de processos naturais e em favor do Design Inteligente. “Como cientistas, pagos com recursos públicos”, diz o professor Marcos Eberlin, coordenador do evento, professor titular da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), e membro das Academias Paulista e Brasileira de Ciências, “não temos a opção, mas a obrigação de, deixando nossas preferências em casa, avaliar as duas causas possíveis e contar à população a verdade dos dados”. E conclui: “esses dados apontam como nunca antes, para a maior descoberta científica de todos os tempos em ciência, a de que fomos planejados. A TDI se propõe então a fazer ciência plena e sem pré-conceitos, livres de qualquer pré-concepção de como o Universo e a Vida são, e como deveriam ter sido formados”.

Eberlin, que estuda a fundo a composição da matéria com suas diferentes moléculas no laboratório ThoMSon, que coordena no Instituto de Química da Unicamp, descreve como nos menores componentes da Vida - os átomos e as moléculas - existe uma “assinatura” molecular que aponta para o DI. “Veja os átomos e o balé sincronizado de seus elétrons em orbitais. As proteínas, que possuem uma arquitetura química tridimensional e com pontos de encaixe engenhosamente posicionados que confere a essas moléculas propriedades diversas, uma eficiência extraordinária como aceleradores de reações jamais igualada por qualquer outra máquina. Tudo isso reúne beleza, simetria, design, engenhosidade, sincronismo, ordem, linguagem e periodicidade, quantização, tridimensionalidade – assinaturas inquestionáveis de um Design Inteligente e em tudo absolutamente espetacular!”

A Teoria do Design Inteligente

A TDI é um programa de pesquisa científica, bem como uma comunidade de cientistas, filósofos e estudiosos que procuram fazer ciência livre e despreconceituosa e assim avaliam frente aos dados as duas causas possíveis para o Universo e a Vida: Forças naturais ou a ação de uma mente inteligente. A teoria sustenta que as características do Universo e dos seres vivos são contrárias à ação de processos naturais e melhor explicadas por uma causa inteligente.

Em suas pesquisas, a TDI tem aplicado diferentes métodos para detectar nos dados científicos evidências da complexidade irredutível das estruturas biológicas, a informação aperiódica, específica e funcional contida por exemplo no DNA, e a arquitetura física e ajuste fino do Universo que sustenta a vida, além da origem geológica rápida como na diversidade biológica no registro fóssil durante a explosão Cambriana e a ausência de dados nesse registro que comprovem a evolução darwiniana.

A TDI moderna surgiu nos EUA na década de 1980 e desde então tem ganhado adeptos em todo o mundo, possuindo hoje inúmeros acadêmicos, cientistas, profissionais e estudiosos que compactuam com sua visão teórica. Em seus quadros reúne prestigiados cientistas de todas as áreas, como química, bioquímica, biologia, física, estudiosos de filosofia, ética, teologia, ciências sociais, arqueologia. A TDI se propõe assim a fazer ciência com todo o rigor e a liberdade que ela deve ter, deixando de lado crenças e pressupostos de seus defensores, mas seguindo sempre os dados científicos e as conclusões livres de paradigmas, sem necessariamente se ater a implicações filosóficas ou teológicas que essas conclusões venham a ter.

***

Fonte: CPADNews.

Leia mais